DIETA GRACIE

Hoje em dia saúde, esta ligado à qualidade de vida. O stress gerado pela falta de tempo em uma vida corrida, levam as pessoas a não se alimentarem direito, dormirem mal, enfim nossa saúde mental e física fica prejudicada.

A Dieta Gracie é recomendada para qualquer pessoa que esteja buscando uma forma de ter uma vida mais saudável. O professor Carlos Gracie, além de ter sido um atleta e introdutor do jiu-jitsu no Brasil, foi um nutricionista excepcional, conseguindo estabelecer uma tabela de alimentos quimicamente combinados, que simplesmente ajudam o atleta a ter uma digestão mais tranqüila, e desta forma, mais energia e disposição para o seu treinamento.

Todas essas informações que seguem abaixo irão ajudá-lo na composição de sua alimentação. Com o tempo o seu sono irá render mais, seu corpo (aliado a um esporte) ficara mais forte, enfim, você ficará em paz consigo próprio e com mais saúde, naturalmente.

Lembre-se antes de começar um processo de reeducação  alimentar, procure seu médico e um nutricionista.

Outras 3 dicas que irão ajudá-lo:

Não beba;

Não fume;

Tome um copo de água logo ao se levantar e outro antes de dormir.

Tabela de alimentos quimicamente combinados pelo Professor Carlos Gracie
                                                        

TABELA DE ALIMENTOS PARA FORMAR REFEIÇÕES QUIMICAMENTE COMBINADAS


Grupo A

Alimentos que combinam entre si e mais um dos alimentos do Grupo B

Abacate, abóbora, abobrinha, açaí, acelga, agrião, aipo, alcachofras, alface, alho, alho-porro, almeirão, amêndoas, amendoim, aspargos, avelãs, azedinha, azeite, azeitonas, bacaba, berinjela, bertalha, beterraba, brócolis, buriti, cacau, camarão, caranguejo, carnes, caruru, castanhas, cebola, cenoura, chuchu, côco, couve, ervilha, espinafre, lagosta, lula, manteiga, milho verde, nabo, nozes, palmito, peixes, pepino, polvo, tomate cru, vagem.

Grupo B

Esses alimentos não combinam entre si.

Aipim, arroz, aveia, batata-doce, cará, centeio, cevada, farinha, feijão seco, grão-de-bico, inhame, lentilhas, macarrão, milho seco, tremoço, trigo e derivados

Grupo C

Alimentos que combinam entre si e mais um dos alimentos do GRUPO B, desde que não sejam preparados em gordura ou similares.

Açúcar em geral, ameixas doces, banana assada, caqui, côco verde, figos frescos, goiaba, jaca, karo, laranja-lima, Lima, maçã, mel de abelhas, melão, melancia, mamão, peras queijo-de-minas, queijo prato, ricota, requeijão, catupiri, uva moscatel. Chás: Camomila, casca de limão, casca de maçã, erva cidreira, erva-doce, funcho, mate ou preto, café e café de cevada.

Grupo D

Estes alimentos não combinam entre si nem com os outros alimentos.

Abacaxi, ameixa, araçá, bacuri, cajas, caju, carambola, cereja, cidra, coalhada, cupuaçu, damasco, framboesa, graviola, jaboticaba, laranja ácida, limão, maçã ácida, manga, maracujá, marmelo, morango, pêra ácida, pêssego, pitanga, romã, tamarindo, tangerina, uva ácida.

Grupo E

Banana crua


É COMPATÍVEL COM: ameixas, caqui, creme de leite, leite, laranja-lima, lima, maçã, mamão, melão, melancia, peras, queijos, sapoti.

É INCOMPATÍVEL COM: abacate, açúcar, azeite, caldo de cana, frutas ressecadas, frutas oleaginosas, manteiga, mel de abelhas, melado, óleos e gorduras em geral e com todos os alimentos do Grupo B.

Grupo F

Leite
É COMPATÍVEL COM: Alimentos do grupo B, banana crua ou assada, sacarina, gema de ovo cozida.

DERIVADOS: Coalhada, Kefir, Iogurte.

É INCOMPÁTIVEL COM: Alimentos do Grupo A, Abacate, açúcares, alimentos doces, azeitonas, carnes em geral, clara de ovo, frutas secas, óleos e gorduras.

Grupo G

Creme de Leite

É COMPÁTIVEL COM: Alimentos do grupo B, abacate, abóbora, banana crua ou assada, gema de ovo, leite e derivados, maçã crua, pupunha.

É INCOMPÁTIVEL COM: Carnes, clara de ovo, óleos e gorduras, frutas ressecadas, frutas doces e verduras.


Não comer jamais

Carne de porco e seus derivados.

Evitar comer: Doces e alimentos enlatados em calda, pimenta-do-reino, cravo-da-índia, canela, mostarda, picles e vinagre.


Observações

Para que os alimentos não entrem em conflito químico, é necessário que se mantenha um espaço mínimo de 4 horas de uma refeição para outra.